Avançar para o conteúdo principal
Pulse
homem a segurar numa tinta spray

O que podemos aprender com a transformação digital da AkzoNobel

Carlos Campos

Carlos Campos

Digital Transformation Lead

Tempo de leitura, 3 min.

As empresas competentes estão sempre à procura de formas de melhorar aquilo que fazem e de se diferenciarem da concorrência. Da reestruturação organizacional ao desenvolvimento de modelos de negócio totalmente novos, a busca por melhorias contínuas assume muitas formas. Mas um fator comum em praticamente todos os planos dos executivos modernos é o ênfase na inovação tecnológica.

A introdução de uma nova tecnologia pode parecer uma vitória fácil para os executivos que pretendem dar uma vantagem às suas empresas. No entanto, a decisão deve ser sempre precedida de uma ponderação cuidadosa do impacto que essa tecnologia terá nas atuais estruturas organizacionais.

Assim, o que é que temos de ter em conta quando introduzimos uma nova tecnologia para assegurar a sua assimilação o mais suave possível?

Atenuar a disrupção cultural da nova tecnologia

Um negócio crescente é um equilíbrio delicado dos vários elementos, em que cada um cumpre um objetivo específico. Tal como um relógio suíço, a rede intrincada de engrenagens e rodas move-se coletivamente para metas e objetivos muito precisos.

Por isso, inicialmente, a súbita introdução de nova tecnologia pode ter um impacto disruptivo ou inclusivamente desestabilizador na cultura de uma empresa, especialmente se tem uma influencia transformadora em processos bem estabelecidos. Porque a mudança é sempre um desafio a superar no local de trabalho.

E quando na maioria dos ambientes de trabalho modernos nos deparamos com uma grande variedade de níveis de experiência, e também funções, é evidente que a transformação digital tem de ser acompanhada por um programa de gestão da mudança organizado com o mesmo cuidado que qualquer outro tipo de iniciativa de reestruturação organizacional.

Como é que funciona, então, um programa deste tipo?

2 ingredientes-chave para uma transformação digital harmoniosa

Os princípios básicos da gestão da mudança giram em torno de dois temas principais: liderança forte e envolvimento dos colaboradores. Portanto, é sem surpresa que a implementação bem-sucedida de novas tecnologias a grande escala e o seu impacto pode ser conseguido ao aplicar os mesmos princípios.

Foi exatamente assim que a empresa holandesa líder em tintas e revestimentos, a AkzoNobel, conseguiu implementar uma série de novas tecnologias de Internet of Things (IoT) em várias das suas fábricas espalhadas pela Europa.

“Quando começámos a utilizar tecnologia de IoT no local de produção, muitos dos nossos operadores mostraram-se bastante receosos”, recorda Luca Ottolini, Gestor de Produção na AkzoNobel Como, Itália.

Mas graças à forte liderança de Luca e a um foco em ajudar a sua equipa a adaptar-se à utilização da nova tecnologia, um ano depois o novo sistema baseado em IoT estava acessível a todos, para grande benefício da empresa.

AkzoNobel: melhorar o desempenho da fábrica com tecnologia de IoT

A empresa holandesa AkzoNobel tem unidades em mais de 100 países. Em várias das suas fábricas espalhadas pela Europa, implementaram pela primeira vez a tecnologia Azure IoT. Após um período de adaptação, a empresa assiste agora a ganhos de desempenho e produtividade graças à maior conectividade no local de produção.

Leia toda a história do cliente e saiba como a AkzoNobel fez a transição para utilizar a tecnologia do Azure IoT.

eBook gratuito: Ligue os seus Dados ao Processo de Tomada de Decisões

O Guia da IoT para Executivos

Assuntos Financeiros e Seguros

Autoridade Pública

  • Duas pessoas num ambiente interior a utilizarem o Surface Go no escritório

    Como a tecnologia está a transformar o trabalho dos organismos públicos

    Os organismos públicos têm a responsabilidade final perante os seus cidadãos. As pessoas dependem dos serviços que lhes são prestados como nenhum outro tipo de instituição o faz. Seja nos cuidados de saúde, na educação, nos negócios, nas estradas, nos caminhos de ferro ou no abastecimento de água, é essencial que os organismos públicos estejam […]

Comércio & Retalho

  • Documento Técnico: Insights do Retalho – Explorar o Poder dos Dados

    Documento Técnico: Insights do Retalho – Explorar o Poder dos Dados

    O setor do retalho tem um contributo significativo para o PIB de muitos países, emprega dezenas de milhões de pessoas e chega a praticamente todas as pessoas. Para obter insights num momento particularmente volátil para o setor, realizámos recentemente um inquérito junto de 100 executivos do setor para obter insights sobre os desafios empresariais e […]

  • Os Big Data impulsionam o negócio de empresa de bebidas

    Os Big Data impulsionam o negócio de empresa de bebidas

    Contemple, se desejar, as várias opções à disposição sempre que quer beber algo. Água? Sumo? Refrigerante? Pretende uma dose individual ou um conjunto de seis? Se calhar quer apenas uma garrafa de litro. Com efeito, enquanto consumidores esperamos ter várias opções que a indústria de bebidas não alcoólicas global oferece. A Arca Continental, fabricante e […]

Cuidados de Saúde

Educação & Formação

Indústria